O que você posta diz muito sobre quem você é



Tenho visto muita gente preocupada em saber usar bem o meio digital para comunicar. Isso porque, durante este período de isolamento social, o digital é fundamental para as nossas relações pessoais e de trabalho porque nos permite estarmos perto mesmo longe fisicamente. A comunicação permeia as relações. Sendo assim, seja pelo WhatsApp, Instagram, LinkedIn, Facebook, email, quem consegue se expressar de modo claro, objetivo, atual e genuíno, ganha atenção e até credibilidade. Digo até porque credibilidade é algo que só se ganha ao confirmar o conceito que tentamos vender pelo meio digital, sobretudo para quem não nos conhece.


O que profissionais autônomos como médicos, advogados, consultores, os corporativos que vendem sua força de trabalho para uma empresa, ou os donos de empresas ganham ao decidirem dar atenção à forma como se comunicam no mercado? Ganham visibilidade, posicionamento claro, referência, respeito, alcance, mais oportunidades de negócios e, consequentemente, mais dinheiro, que é consequência de tudo isso.

"Ainda para muita gente que tem perfil no LinkedIn, por exemplo, a rede sirva apenas para mais ver do que ser visto. Posicionar-se com opiniões ou como alguém interessante é atitude tratada com um certo medo do erro e receio da exposição inadequada. Nem vou falar sobre o quanto a noção de valor da marca pessoal passa despercebida, inconsciente."

Mas como comunicar de forma a aumentar a percepção de valor pessoal e profissional? Duvido que alguém não queira trabalhar uma boa imagem em rede. Até porque, dificilmente alguém o faz bem de maneira intuitiva. Exige técnica, conhecimento, criatividade e dedicação. O resultado sempre migra para a zona do intangível.

Uma foto, um post curto, um compartilhamento de link interessante, um artigo, um vídeo, uma recomendação... Tudo comunica. Até não postar comunica que a pessoa está presente mas de forma inativa (curte, compartilha, raramente comenta, mas nada posta). Usar o meio digital não é somente coisa de gente vaidosa. Uma pitada de vaidade até cai bem, desde que esteja no tom certo. Acredito mais no conteúdo com informação e utilidade.

Usar as redes como ferramenta para network é fantástico. Só não esqueça de cuidar para que o perfil esteja atualizado e reflita quem você é e o que faz. Ao fazer contato e solicitar uma conversa, a pessoa vai ao seu perfil para saber quem está falando. O seu perfil te representa?


O que posso comunicar?


@ Use o seu conhecimento, a bagagem pessoal e profissional, os livros, revistas e lives que você consome. Tudo pode ser repertório para um post que tenha link com algum assunto atual ou com o seu universo de domínio (temas que você trata como suas especialidades).


@ Publicar o link de uma notícia, desde que você dê a sua opinião sobre.


@ Comentar em posts interessantes, mas com propriedade, com justificativa. O apenas "muito bom o teu post" não chama a atenção para a sua personalidade.


@ Um artigo opinativo.


@ Vale dividir uma dúvida, pedir sugestão, compartilhar uma dificuldade que outros devem ter também. Aliás, este tipo de post promove engajamento.


@ Sugerir livros ou documentários que você consumiu.

Comunicar em rede exige consistência e constância. Se houver coerência, melhor ainda. É um exercício, um hábito que faz aumentar a visibilidade e o alcance que a marca pessoal conquista no universo digital.

Luciane Bemfica é jornalista, especialista em desenvolvimento de marcas pessoais.

www.lucianebemfica.com

Instagram: @lubemfica

0 visualização

Copyright © 2020 por Luciane Bemfica. Todos os Direitos Reservados.